Pílulas anticoncepcionais causam trombose?

trombose e pílulas anticoncepcional

Você já deve ter ouvido na TV e até nas redes sociais o depoimento de usuárias de pílulas anticoncepcionais que foram vítimas de trombose, uma doença venosa que pode levar a morte.

Sem saber dos riscos, muitas mulheres são medicas com pílulas para evitar a gravidez ou para diminuir sintomas da TPM. O erro está na falta de conversa entre a paciente e o médico, que conhece tais malefícios e não comunica a paciente.

Como todo medicamento, as pílulas possuem reações adversas, em algumas mulheres nada acontecem e em outros diversos problemas surgem, começando pelo inchaço e até mesmo casos extremos como a trombose venosa profunda que é o grau máximo da doença.

Mas é importante saber que não são todas as usuárias de pílulas anticoncepcionais que desenvolverão trombose.

 

Pílulas mais modernas causam mais problemas

Um estudo publicado recentemente diz que os remédios mais modernos são os mais perigosos para causar trombose. Apesar de toda tecnologia usada para impedir outros problemas, esses medicamentos potencializam o risco das mulheres de desenvolverem a doença.

Potencializar é a palavra mais correta a ser usada, pois o cirurgião vascular Dr. Caio Focássio algumas mulheres já possuem predisposição genética para a trombose e com o uso da pílula anticoncepcional errada o quadro pode ser agravado.

Mas além do fator genético, outros fatores influenciam: a obesidade, o uso de cigarro e o sedentarismo. “Existe sim a relação entre os hormônios femininos e o aparelho vascular, basta sabermos interpretar suas ações e agir de maneira certa na época correta da vida já que alguns hábitos ou atitudes, além da hereditariedade, também podem levar a insuficiência venosa. Não é somente a pílula a grande vilã das doenças das veias”, diz o médico.

Saiba + Cardiologista dá dicas para se viver com mais saúde e qualidade de vida

O que é e o que causa trombose

 

A trombose venosa é um distúrbio vascular causado pela formação de um coágulo de sangue (trombo) dentro de um vaso sanguíneo (veia). O fator que causa esta doença é a diminuição da velocidade do fluxo de sangue dentro das veias, algo que pode acontecer quando ficamos tempo parados.

Períodos operatórios, traumas graves ou lesões nas paredes internas das veias também podem desenvolver a doença. “A trombose ocorre por alterações da velocidade, viscosidade do sangue e alterações da parede venosa do próprio indivíduo ou por fatores adquiridos, como cirurgias, obesidade, câncer, doenças autoimunes além da gestação. Além disso, longos períodos de imobilização, como viagens, também podem ser situações que aumentam as chances de adquirir a doença”, ensina o Dr. Caio.

Já quando falamos em pílulas anticoncepcionais e trombose, o médico explica que o problema é gerado pela carga hormonal. Porém os anticoncepcionais não devem ser tratados como os únicos vilões da história: “devemos atentar para somatória de riscos e ver ate quanto a responsabilidade pela doença cai sobre o anticoncepcional, além de calcular qual os riscos de não usá-los em comparação aos benefícios que eles podem trazer”, diz.

Saiba + Conheça seis motivos para dormir sem calcinha

Cuidado Com Esses Remédios

Nunca se automedique quando o assunto for pílula anticoncepcional, ao passar em consulta com seu ginecologista peça exames para identificar pré-disposição de doenças cardiovasculares e não deixe de citar o histórico familiar, caso haja casos de trombose na família.

Na França medicamentos da terceira e quarta geração foram os que mais desencadearam a doença nas mulheres, tanto é que com a divulgação desses casos a venda dessas pílulas caiu 25% no país.

Os principais ativos presentes nos remédios analisados pela Universidade de Nottingham são o desogestrel e ciproterona, encontrados em pílulas orais famosas como a Diane.

1 comentário em “Pílulas anticoncepcionais causam trombose?”

  1. E quanto as injeções? Podem causar trombose também? Achei este site com informações sobre a injeção Cyclofemina http://cyclofemina.com.br/ mas não achei sobre isso. Obrigada!

    Responder

Deixe um comentário