Doença de Paget gera coceira, sangramento e vermelhidão em um dos seios; entenda

Uma simples coceira persistente, unilateral, no bico do seio, pode apresentar um caso mais complicado do que se parece. A Doença de Paget é um câncer raro que atinge fundamentalmente a região do mamilo e da aréola. É mais comum em mulheres na faixa dos 60-70 anos e, muito raramente, atinge homens.

Nesta enfermidade, a pele da aréola e mamilo se tornam mais espessas (às vezes com descamação), podendo apresentar vermelhidão, coceira e até sangramento.

Em geral este quadro é unilateral e, muitas vezes, o quadro pode ser confundido com dermatite atópica (de contato), ocasionada por produtos químicos e de produtos de limpeza que são utilizados nas roupas. No entanto, ao contrário da Doença de Paget, estes casos melhoram com o uso de corticoide tópico. Para o diagnóstico mais assertivo, é necessário realizar uma biópsia.

“Se a paciente apresenta coceira no bico do seio, principalmente de forma unilateral, busque a ajuda de um médico de confiança, fundamentalmente de um mastologista, na perspectiva de se fazer uma avaliação pormenorizada e um diagnóstico precoce dessa doença”, adverte o MD, Ph.D. e mestre em Oncologia, Dr. Wesley Pereira Andrade, médico titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Oncológica (SBCO) e da Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM).

Sobre o Dr. Wesley Pereira Andrade

Dr. Wesley Pereira Andrade (CRM-SP 122593) é MD, Ph.D., mestre e doutor em Oncologia, além de mastologista e cirurgião oncologista. Dr. Wesley Pereira Andrade é médico titular da Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) e médico titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Oncológica (SBCO).

Deixe um comentário